Seguidores

RJ pede ajuda das Forças Armadas por 3 meses, inclusive na Olimpíada

Forças Armadas reforçará contingente durante Olimpíada (Foto: Reprodução GloboNews)



O governador em exercício do Rio, Francisco Dornelles, pediu às Forças Armadas reforço no contingente para a Olimpíada, mas também para antes e depois dos Jogos. O número vai além dos 85 mil agentes que já cuidariam da segurança do evento.






O auxílio foi requisitado através de um ofício enviado por Dornelles ao presidente interino, Michel Temer. O emprego extra das Forças Armadas iria de 24 de julho a 19 de setembro, após até mesmo a Paralimpíada.
Segundo a nota, o contingente extra ficaria em locais como a Avenida Brasil, o aeroporto do Galeão e as linhas Vermelha e Amarela.
No documento, Dornelles cita o elevado número de visitantes na cidade e diz que a PM não dispõe de recursos humanos e logísticos para cumprir as demandas.
O Governo informou também que a Força Nacional de Segurança Pública não apoiará a PM no policiamento ostensivo da cidade. O serviço será relacionado, "de maneira maciça", à segurança interna das instalações olímpicas.